Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 2 comentários

QUEM É VOCE??

|
Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 1 comentários

LOUCOS POR TI JESUS
abaixe o som do radio e da VV TV

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 1 comentários



ME PROSTRAR
Para ouvir Atos de Adoração abaixe o som da Tv e desligue o radio

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários



TOCA - ME
Por favor para ouvir Atos de adoração, abixe o som da Tv e desligue o radio

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários

|

Motivado X Bola mucha - Daniel Godri

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários

O Líder fantástico

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários

Palestra: O Líder sem Caráter

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários

Qual é o tamanho do seu Problema?

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários

|

Video Motivacional

Nelson Alvim Nelson Lucas Alvim 0 comentários



Vinte mil pessoas lotavam o ginásio de esportes para assistir ao disputado jogo entre Mavericks e Portland Trail Blazers da Liga de Basquete Americana. Bem no centro do ginásio está Natalie Gilbert, uma menina de 13 anos que, como prêmio por haver vencido um concurso de calouros, teria a honra e a responsabilidade de cantar o Hino Nacional de seu país para aquela multidão.
Vestido longo, cabelo arrumado e um belo sorriso nos lábios, Natalie toma o microfone e inicia a execução. Afinadíssima, sua voz emocionada se projeta pelo imenso ginásio. Mas subitamente ela engasga, esquece a letra, e para de cantar. As câmeras de TV mostram ao mundo o seu desespero.
Você pode imaginar a cena? Uma menina de apenas 13 anos, desesperada, sozinha, perdida, em meio a vinte mil pessoas que ao presenciarem esta cena começam a vaiá-la. O seu desespero aumenta.
Rapidamente um homem se aproxima. É Mo Cheeks, técnico dos Portland Trail Blazers. Ele se coloca ao seu lado, a envolve com seu braço, e começa a cantar o hino nacional em seu ouvido, incentivando-a a seguir cantando. Ela vacila, mas ele continua, encorajando-a a entusiasmando-a. Em seguida, ele incentiva o público a cantar junto com ela. E o público, percebendo a grande lição de amor e solidariedade, começa a cantar, e o ginásio inteiro forma um grande coro, emocionado e vibrante.
Natalie então, entusiasmada e aliviada, conclui o Hino Nacional, e agradece àquele homem que mudou o seu futuro para sempre, e que rapidamente sai de cena deixando que os aplausos fossem dirigidos exclusivamente a ela, fazendo com que até mesmo aqueles que ensaiavam as vaias, emocionados aplaudissem efusivamente.
Colaboração: Marcia Falleiros